Futebol

04 dezembro 2021, 00h34

Jorge Jesus

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Jorge Jesus fez a análise ao Benfica-Sporting, jogo da 13.ª jornada da Liga Bwin, considerando que a diferença no encontro e no resultado (1-3) esteve no capítulo da "finalização", penalizando as águias.

As oportunidades de golo criadas e não concretizadas pelo Benfica no dérbi, concretamente no segundo tempo e em particular quando o encontro estava em 0-1, acabaram por ser determinantes para o desfecho do jogo, considerou o técnico Jorge Jesus. Depois, acrescentou, foi o ataque letal dos visitantes a avolumar o marcador, levando a que o Benfica saia da presente jornada da Liga a quatro pontos da liderança. Segue-se o Dínamo de Kiev, para a Liga dos Campeões, sendo certo que a equipa "quer levantar-se rápido".

Benfica-Sporting

A falta de eficácia foi decisiva

"Foram duas partes distintas. Na primeira parte os nossos avançados não criaram vantagens ofensivas, tiveram pouca bola, o Sporting marcou na única oportunidade que teve. Na segunda parte foi quando tivemos mais oportunidades para fazer o golo, sobretudo para empatar 1-1. Podíamos ter feito golo pelo Darwin e pelo João Mário, foi na sequência desse lance que o Sporting fez o 0-2. Mas o Sporting saiu bem e a diferença no resultado é entre quem teve oportunidades e marcou e entre quem as teve e não fez golos. Após o intervalo, sempre que saiu em contragolpe, o Sporting finalizou e marcou, foi mais eficaz, ficou mais confiante, e os jogadores do Benfica com os golos sofridos ficaram mais nervosos. O Sporting tem mérito por isso."

Pizzi

Mudanças geraram maior perigo

"Tínhamos de mexer, estávamos a perder. Fomos alterando em função do jogo. É verdade que na segunda parte os avançados começaram a ter mais bola e a serem mais perigosos. Tivemos várias oportunidades de golo, e o Sporting, nesse período, em vantagem, tentou controlar mais o resultado, mas voltamos ao mesmo. A diferença é quem faz golos, podíamos ter saído com outro resultado."

derbi

Foco no Dínamo de Kiev

"Na próxima quarta-feira temos um jogo decisivo na Liga dos Campeões, em que queremos muito passar aos oitavos de final. Estas horas não vão ser fáceis para os adeptos, jogadores, treinador, mas amanhã [domingo] já estaremos a treinar e a pensar que temos de vencer o Dínamo Kiev. É uma decisão. No Campeonato ficámos a quatro pontos, mas ainda há muitas jornadas e tempo para recuperar. Na quarta-feira há Liga dos Campeões, continuamos ou vamos para a Liga Europa. O rival ganhou na nossa casa, ninguém estava preparado para isto, nem os adeptos, nem a equipa do Benfica. Temos de saber lidar. Temos de recuperar a equipa e os nossos adeptos. Não estamos habituados a perder, ficámos a quatro pontos na Liga, ainda temos muitos jogos. Na Champions, para ganhar ao Dínamo de Kiev é preciso confiança, pois é uma boa equipa. Sabemos que nem sempre ganhamos, mas queremos levantar-nos rápido."

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 4 de dezembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar