Voleibol

24 novembro 2021, 22h50

Festejos da equipa de voleibol

Benfica e AA Espinho disputaram, nesta noite de quarta-feira, o encontro (em atraso) da 1.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de voleibol. No Pavilhão Arquitecto Jerónimo Reis, triunfo para as águias (1-3), num jogo intenso e muito disputado.

Foi um campeão e invicto Benfica, confiante e muito motivado, aquele que viajou até Espinho. Pela frente, o 7.º classificado da prova, equipa que vendeu cara as derrotas frente aos demais candidatos ao título. Ora, avisadas disto, e também depois da boa réplica do VC Viana na Luz, as águias entraram com tudo e a formação inicial eleita por Marcel Matz ilustrava-o na perfeição.

Voleibol

A jogar em casa, os anfitriões iniciaram muito bem o jogo e colocaram-se de pronto na frente, com o Benfica desde muito cedo a correr atrás do prejuízo. Desafio pautado pelo equilíbrio, sem que qualquer uma das formações conseguisse uma vantagem à maior e com várias alternâncias no comandante. A meio do set, quatro pontos sem resposta, fruto de excelentes side outs, permitiram ao Benfica cavar um 11-13. Alexandre Afonso parou o desafio, uma briosa Académica de Espinho reagiu, mas as águias, com Zelão no bloco e Wohlfi no serviço, não permitiram mais do que uma aproximação e voaram para um 18-25 fazendo o 0-1 no desafio.

Voleibol

À semelhança do set inaugural, entrada muito positiva dos homens da casa, com muita agressividade, a dizerem "presente" e a colocarem-se na dianteira. Mais uma vez, o Benfica em desvantagem, a ter de puxar dos galões para recuperar distâncias. E assim foi! Igualdade aos 9 pontos, após uma falta na rede, e a partir daqui foi taco a taco! Com 18-15, Marcel Matz pediu time out... e empate a 18! Grande jogo de voleibol! Com muito mérito, a AA Espinho foi melhor na reta final e empatou o jogo (1-1) após um 25-22.

Voleibol

Galvanizados, os anfitriões mostraram querer mais, lutaram muito, mas desta vez o Benfica não o permitiu. Apesar do equilíbrio e da muita disputa em quadra, as águias superiorizaram-se, fruto de muito foco e da diminuição dos erros, cavaram uma confortável vantagem e colocaram-se novamente na frente da partida: 21-25 no 3.º set, 1-2.

Voleibol

O 4.º set foi o mais desequilibrado, contudo, não lhe faltou intensidade e disputa. Os anfitriões lutaram até ao fim, deram tudo em quadra, já o Benfica puxou dos galões, quis resolver e fê-lo. Triunfo por 18-25, triunfo por 1-3 no jogo.

Com esta, são dez vitórias em dez jogos, e o Benfica mantém-se como a única equipa invicta na competição. 

Segue-se jornada dupla. Sábado, 27 de novembro, pelas 14h30, o Benfica recebe, no Pavilhão n.º 2 da Luz, o Leixões em desafio da 11.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional. No dia seguinte, domingo, dia 28, as águias viajam até ao Pavilhão Rainha D. Leonor para defrontar o SC Caldas, numa partida da 12.ª ronda, agendada para as 16h00.

Voleibol

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): "O Campeonato tem sete, oito equipas bem montadas, com bons jogadores e a jogarem bem. A segunda fase promete ser bem disputada. Foi um jogo difícil, com frio, com um horário fora do padrão, mas temos de lidar com isso. Servimos bem, com regularidade, aproveitámos os contra-ataques e foi uma boa vitória, justa."

Voleibol

AA Espinho-Benfica
1-3
Pavilhão Arquitecto Jerónimo Reis
Formação inicial do Benfica
Hugo Gaspar, Tiago Violas, Rapha, Japa, Peter Wohlfi, Zelão e Ivo Casas (L)
Suplentes
André Lopes, Lucas França, Eduardo Brito, Bernardo Westermann, Pablo Natan, Aaro Nikula e Bernardo Silva (L)
1.º set 2.º set 3.º set 4.º set
18-25 25-22 21-25 18-25

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 25 de novembro de 2021

Patrocinadores Voleibol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar