Futebol

23 novembro 2021, 16h59

Tomás Araújo apontou um dos golos do Benfica

RESUMO DO JOGO

Mais uma exibição vistosa e completa do Benfica na Youth League, coroada com a marcação de três golos e uma vitória (0-3) sobre o Barcelona na 5.ª jornada do grupo E. O primeiro lugar, que vale apuramento direto para os oitavos de final, será discutido com o Dínamo Kiev no Benfica Campus na 6.ª ronda. O segundo colocado, lembre-se, seguirá para o play-off.

Chuva, vento, frio... Foi sob condições atmosféricas adversas que as equipas se encararam no Estádio Johan Cruyff, na tarde desta terça-feira, 23 de novembro. Num relvado traiçoeiro, porque pesado e escorregadio, a equipa benfiquista foi a primeira a atrever-se com perigo no ataque.

Ao minuto 16, servido pelo esquerdino Pedro Santos, o avançado João Resende esgueirou-se aos centrais e, com o ângulo a fechar-se, rematou de pé esquerdo para defesa do guarda-redes do Barcelona. Desperdiçava-se a primeira oportunidade de golo!

A lesão de Cher Ndour, antes da meia hora de jogo, foi uma contrariedade para o Benfica, que nesses instantes de "inferioridade numérica" teve de suportar três remates ameaçadores.

Equipa do Benfica

O problema seria resolvido com a entrada de João Neves, médio que se envolveria no lance que guiou os encarnados ao primeiro golo na partida. Rafael Rodrigues fez o passe na esquerda, João Neves prolongou a ofensiva e deixou o esférico nos pés de Martim Neto, que, a uns 25 metros da baliza, atirou com violência e colocação, assinando o 0-1 (ver golo AQUI). Maravilhoso!

A perder, o Barcelona tentou apertar o Benfica, acercar-se da baliza guardada por Samuel Soares. Luzzi, ao minuto 34, teve nos pés a melhor ocasião para igualar, mas o remate levou a bola a esbarrar no poste direito.

Já em tempo de compensação, João Resende foi derrubado no interior da área blaugrana. Penálti! Na execução do castigo máximo (45'+5'), Tomás Araújo foi implacável (ver golo AQUI) e estabeleceu o resultado (0-2) com que se atingiu o intervalo. Nas bancadas, mais de 200 Benfiquistas apoiavam e celebravam!

Equipa do Benfica

João Resende ficou nas cabinas, o Benfica reentrou para a segunda parte apresentando Luís Semedo no ataque. Com o avançar dos minutos, a degradação do estado do terreno de jogo agravou-se, dificultando a ação de ambos os conjuntos.

O Barça teve mais posse de bola (estéril) no arranque da etapa complementar, mas quem se mostrou mortífero foi o Glorioso. Um contragolpe desenvolvido ao minuto 64 teve Diego Moreira como um dos mediadores do 0-3, pois foi do esquerdino que partiu o passe para a entrada de João Tomé pela direita. O lateral invadiu a área, percebeu o aparecimento de Pedro Santos no lado contrário e fez a assistência para uma finalização de carrinho (ver golo AQUI). Espetacular!

O resultado estava feito, e até podia ter sido ampliado por Luís Semedo nos derradeiros instantes do desafio, mas o avançado, em ótima posição para visar o alvo, atirou para fora.

No dia 8 de dezembro, o Benfica recebe o Dínamo Kiev, às 12h00, no jogo que decidirá o vencedor (e o segundo classificado) do grupo E.

Luís Castro

DECLARAÇÕES

Luís Castro (treinador do Benfica): "Era um jogo complicado. Sabíamos da qualidade do Barcelona, mas fomos superiores em todos os aspetos. Houve momentos em que o adversário nos obrigou a defender mais baixo, mas, aí, a nossa equipa foi compacta. Estivemos bem em todos os momentos do jogo contra um adversário muito difícil. Tal como aconteceu em Munique, o apoio dos Benfiquistas foi ótimo. Venham sempre, é ótimo jogar com 12!"

Martim Neto (médio do Benfica): "Louvar a atitude que a equipa teve. Num jogo disputado, foi uma vitória justa da nossa parte. Soubemos aproveitar as oportunidades que tivemos quando lá fomos. Destacar a atitude que a nossa equipa teve para levar daqui os três pontos. O golo que marquei? Tentei a minha sorte, mas o mais importante foi ajudar a equipa. O apoio dos Benfiquistas foi fundamental no jogo com o Bayern e voltou a ser aqui, foi o nosso 12.º jogador."

Equipa do Benfica

Barcelona-Benfica
0-3
Estádio Johan Cruyff
Onze do Benfica
Samuel Soares, João Tomé (Martim Ferreira, 87'), Tomás Araújo, António Silva, Rafael Rodrigues, Nuno Félix, Martim Neto, Cher Ndour (João Neves, 29'), Pedro Santos (João Neto, 81'), Diego Moreira (Ricardo Marques Nóbrega, 87') e João Resende (Luís Semedo, 46')
Suplentes
André Gomes, Martim Ferreira (87'), José Müller, João Neves (29'), João Neto (81'), Ricardo Marques Nóbrega (87') e Luís Semedo (46')
Ao intervalo 0-2
Golos do Benfica
 Martim Neto (30'), Tomás Araújo (45'+5' gp), Pedro Santos (64')

Texto: João Sanches
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 24 de novembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar