Covid-19

30 novembro 2021, 15h28

COVID-19

[EM ATUALIZAÇÃO]

Números de novembro: acompanhe aqui a divulgação diária do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) em Portugal.

30 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h38] | Mais internados, 11 mortes e quase 3 mil novos casos. "Portugal regista esta terça-feira mais 11 mortes e 2907 novos casos de COVID-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de internados em enfermarias e unidades de cuidados intensivos aumenta para 833. São mais 24 doentes em relação ao dia anterior. Não havia tantos internados desde 9 de agosto deste ano.

Em cuidados intensivos há 116 internados com COVID-19, mais cinco pacientes em comparação a segunda-feira.

O número de casos ativos desceu para 53 571 (menos 797) e há 3693 pessoas recuperadas da COVID-19.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 18 441 mortes, um milhão e 147 mil casos e um milhão e 75 mil recuperados.

Numa análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo regista esta terça-feira cinco mortes e 921 novos casos.

O Norte tem uma morte e 964 novas infeções, o Centro dois óbitos e 629 infeções, o Alentejo um morto e 103 casos e o Algarve duas mortes e 166 infeções.

Nas regiões autónomas, a Madeira tem mais 102 casos e os Açores 22.

Portugal continua no lado vermelho da matriz de risco, que tem como indicadores a taxa de incidência e o índice de transmissibilidade (Rt).

A taxa de incidência nacional é de 325,9 casos de COVID-19 por 100 mil habitantes e no continente é de 327,5 casos.

O Rt nacional é de 1,17 e no continente é de 1,18."

29 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h21] | 1635 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas registaram-se mais 13 mortes e 1635 casos de COVID-19 em Portugal. Houve ainda registo de mais 971 casos recuperados e um aumento significativo dos internamentos: há mais 45 pessoas internadas com COVID-19 e mais sete doentes deram entrada nos cuidados intensivos.

De acordo com o novo boletim da DGS, Portugal volta a ultrapassar as oito centenas de internados com COVID-19 (809 no total, 111 em unidades de cuidados intensivos).

A nível da distribuição geográfica, a região de Lisboa e Vale do Tejo é a que regista maior número de óbitos (4), seguida da Madeira (3), região Centro (2), Algarve (2), região Norte (1) e Açores (1). O Alentejo é a única região do país a não registar qualquer óbito.

A região Norte é a que contabiliza o maior número de novas infeções (575). Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo (490), região Centro (284), Algarve (156), Madeira (73), Alentejo (37) e Açores (20).

Na atualização da incidência, houve um aumento muito significativo: a nível nacional há agora 325,9 casos por cada 100 mil habitantes (era de 279,8 na sexta-feira) e 327,5 casos por cada 100 mil habitantes em Portugal Continental (280,2 na sexta-feira).

Já o R(t), ou índice de transmissibilidade, desce ligeiramente: é agora de 1,17 em todo o território nacional e 1,18 no continente (era de 1,19 e 1,20 na sexta-feira, respetivamente)."

28 DE NOVEMBRODGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h04] 2897 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza neste domingo mais 12 mortes e 2897 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 417 mortes e 1 142 707 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 53 717 casos, mais 2028 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 764 doentes, mais 56 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 104 doentes, os mesmos que no dia anterior.

Os dados indicam ainda que mais 857 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 070 573 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 60 630 contactos, mais 1048 relativamente ao dia anterior."

27 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [15h18] | 3364 novos casos de infeção. "Os dados constam do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Nas últimas 24 horas, deram-se mais 3364 casos de infeção pelo novo coronavírus e 12 vítimas mortais da COVID-19.

O número de internamentos no país continua a aumentar:estão agora 708 pacientes com COVID-19 hospitalizados, mais três do que na véspera. Em Unidades de Cuidados de Intensivos encontram-se 104 doentes (mais quatro do que no dia anterior).

Já as recuperações, nas últimas 24 horas, foram 2543, passando o total para 1 069 716.

Dos novos casos de infeção registados, 944 ocorreram na região Norte, 720 no Centro, 1159 em Lisboa e Vale do Tejo, 114 no Alentejo, 294 no Algarve, 11 nos Açores e 122 na Madeira.

Dos óbitos registados, três deram-se no Norte do país, um no Centro, cinco em Lisboa e Vale do Tejo, dois no Alentejo e um no Algarve."

26 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [15h29] | 3205 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza nesta sexta-feira mais 8 mortes e 3205 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 393 mortes e 1 136 446 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 50 880 casos, mais 1355 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 705 doentes, mais 14 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 100 doentes, menos 3.

Os dados indicam ainda que mais 1842 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 067 173 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 56 597 contactos, mais 3834 relativamente ao dia anterior.

A taxa de incidência do vírus SARS-CoV-2 a nível nacional estava em 251,1 e passou para 279,8 casos por 100 mil habitantes.

Considerando apenas Portugal continental, este indicador passou de 251,3 para 280,2 casos por 100 mil habitantes.

O Rt (que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus) nacional está a 1,19 e no continente a 1,20.

Estes dados são atualizados todas as segundas, quartas e sextas-feiras."

25 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [15h30] | 3150 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 3150 casos de COVID-19 e 15 mortes associadas à doença. Há ainda a registar mais dez internamentos em enfermaria e menos dois nos cuidados intensivos.

Portugal ultrapassou, pelo segundo dia consecutivo, a barreira dos três mil casos diários.

Do total de novos casos registados esta quinta-feira, 1096 foram reportados em Lisboa e Vale do Tejo, 849 no norte, 696 no centro, 199 no Algarve e 173 no Alentejo. Foram ainda confirmadas mais 126 infeções na Madeira e 11 nos Açores.

Os óbitos foram registados na região norte (quatro), centro (três), Lisboa e Vale do Tejo (seis), Algarve (um) e na região autónoma da Madeira (um).

Relativamente à situação nos hospitais, o boletim epidemiológico desta quinta-feira dá conta de mais dez pessoas internadas em enfermaria (691 no total) e menos duas nos cuidados intensivos (103 no total).

O relatório reporta ainda mais 1642 recuperações, aumentando o total para 1 065 331. Portugal tem neste momento 49 525 casos ativos e 52 763 contactos em vigilância.

Em relação à matriz de risco, Portugal voltou à zona vermelha, com uma incidência de 251,1 casos por 100 mil habitantes a nível nacional e de 251,3 no continente. Quanto ao índice de transmissibilidade, ou R(t), este situa-se em 1,20.

Desde que foi identificado o primeiro infetado com COVID-19 em Portugal já foram confirmados 1 133 241 casos e 18 385 óbitos."

24 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h45] | 3773 novos casos de infeção. "O boletim epidemiológico desta quarta-feira confirma que Portugal contabilizou mais 17 óbitos e 3773 casos de COVID-19 nas últimas 24 horas. Há ainda a registar 32 novos internamentos, dos quais 12 em unidades de cuidados intensivos.

Portugal volta a ultrapassar a barreira dos três mil casos, informação que de resto já tinha sido avançada pela ministra da Saúde, Marta Temido. Há a registar também mais 17 óbitos, num total de 18 370 pessoas que já morreram de COVID-19 desde o início da pandemia.

Quanto aos internamentos, há mais de uma centena de doentes com COVID-19 nos cuidados intensivos (105), num total de 681 pessoas internadas. Só nas últimas 24 horas deram entrada nos internamentos mais 32 pessoas, das quais 12 em UCI.

Já os valores da incidência voltaram a disparar: há agora uma incidência de casos de 251,1 a nível nacional e de 251,3 no continente.

Na passada segunda-feira, na última atualização destes dados, a taxa de incidência a 14 dias por cada 100 mil habitantes era de 228,9 a nível nacional e 228,8 só no continente.

Quanto ao R(t), o valor subiu ligeiramente para 1,20, a nível nacional. Na segunda-feira, o índice de transmissibilidade, ou R(t), era de 1,19 a nível nacional e de 1,20, contando apenas com o território continental.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que regista maior número de novos casos, com 1126 novas infeções só nas últimas 24 horas. Segue-se a região Norte, com mais 1090 novos casos, e a região Centro, com 912 novos casos.

No Algarve foram registadas 284 novas infeções, enquanto no Alentejo há a contabilizar mais 186 casos de COVID-19. Nas regiões autónomas, os Açores contam com mais 105 casos e a Madeira com 70 novas infeções.

A região Centro é a que regista maior número de óbitos (sete), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (seis), região Norte (2) e Madeira (2)."

23 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação, COVID-19

PORTUGAL: Expresso [15h01] | 2560 novos casos de infeção. "O boletim COVID-19 da Direção-Geral da Saúde dá conta de mais 14 mortes, 2560 infetados e 2535 recuperados em Portugal, nas últimas 24 horas. Há nesta terça-feira 45 770 casos ativos em todo o país, mais 11 do que na véspera.

É o número mais alto de casos em quase três meses, desde que a 25 de agosto se oficializaram 3062 (e excluindo o dia 2 de setembro, em que o boletim mencionava 2830 infeções, mas em que eram contabilizados 848 testes positivos em atraso).

Já o número de mortes é inferior ao da véspera (18), mas mantém-se na casa das dezenas pela quinta vez nos últimos seis dias e bastante acima da média do mês (8,5 óbitos). Entre os 14 óbitos reportados esta terça-feira, 13 foram declarados em pessoas com 60 ou mais anos.

Os internamentos sobem pelo 17.º dia consecutivo: há mais 21 pessoas com COVID-19 nos hospitais do país, o que perfaz um total de 649, dos quais 93 estão em unidades de cuidados intensivos, onde não houve qualquer variação nas últimas 24 horas.

Lisboa e Vale do Tejo continua a ser, pelo 13.º dia consecutivo, a região nacional com mais novos casos: as autoridades de saúde locais detetaram mais 831 infetados, o que corresponde a 32,46% do total diário. Há ainda quatro mortes a assinalar nesta zona do país.

A Norte foram reportados mais 780 casos de COVID-19 (30,47% do total), região onde há mais duas vítimas mortais a registar. No Centro foram registados mais 568 infetados (22,19%) e quatro óbitos nas últimas 24 horas. O Algarve tem esta terça-feira mais 183 casos (7,15%) e uma morte.

Seguem-se o Alentejo com mais 93 casos (e um óbito) e a Madeira com 89 infetados (e duas mortes). Sem qualquer vítima mortal a assinalar, os Açores somam 16 novos casos de COVID-19."

22 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h13] | Morreram 18 pessoas. Já não havia tantos óbitos desde agosto. "Há mais 1 475 doentes com COVID-19 em Portugal, revela o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde nesta segunda-feira. Foram ainda registadas mais 18 mortes associadas à doença nas últimas 24 horas e há também mais pessoas internadas: mais 31.

Já não se registavam tantos óbitos desde o dia 9 de agosto. Das mortes registadas ontem 11 são de pessoas com mais de 80 anos, três tinham entre 50-59 anos, dois entre 70-79 anos, um entre 60-69 anos, e outro entre os 40-49 anos.

A incidência, o número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 000 habitantes, é agora de 228,9 casos a nível nacional, quando na última atualização, sexta-feira, estava nos 191,2. No continente, era de 228,8, enquanto até aqui estava nos 190,9.

Já o índice de transmissibilidade — o R(t) — a nível nacional está em 1,19 (na última atualização estava em 1,17) e no continente em 1,20 (estava em 1,18).

Nos cuidados intensivos, há mais quatro camas ocupadas por causa do SARS-Cov-2, num total de 93. O total de internamentos é agora de 628. O número de internados está a subir há 16 dias seguidos.

Lisboa e Vale do Tejo volta a ser a região que regista mais novos casos (497) e de óbitos (oito). Segue-se a região Norte, com mais 470 infeções, e duas mortes a registar.

A região Centro conta mais 159 casos e quatro mortes com COVID-19. O Algarve surge logo a seguir, com mais 176 doentes, e dois óbitos associados ao novo coronavírus.

Na Madeira, foram registadas mais 62 infeções e duas mortes, enquanto no Alentejo há mais 108 casos, mas sem mortes no dia de ontem. Nos Açores, há mais três doentes com COVID-19 e nenhuma morte.

Ainda segundo o boletim da DGS, nas últimas 24 horas recuperaram da doença 658 pessoas, sendo que desde o início da pandemia já se curaram da doença mais de um milhão de pessoas.

O número de casos ativos aumentou em 799, para um total de 45 759. Já morreram de COVID-19 em Portugal 18 339 pessoas."

21 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h55] | 2499 novos casos de infeção. "Portugal regista neste domingo mais 11 mortes e 2499 novos casos de COVID-19, de acordo com os dados fornecidos pelo relatório da DGS.

Portugal regista ainda um forte aumento de internamentos em enfermaria. De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), estão agora internadas 597 pessoas, mais 53 do que no sábado, das quais 89 em unidades de cuidados intensivos, mais uma do que nas últimas 24 horas.

As 11 mortes registaram-se no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (quatro), no Alentejo (duas), na Madeira (uma) e nos Açores (uma).

Os óbitos ocorreram nas faixas etárias entre os 50 e os 69 anos (uma), os 60 e 69 anos (duas), entre os 70 e 79 anos (uma) e entre os idosos com mais de 80 anos (sete), indica a DGS."

20 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Expresso [14h30] | 2333 novos casos de infeção. "Portugal regista neste sábado mais 2333 novos casos confirmados de infeção com COVID-19 e 10 vítimas mortais, segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), relativo às últimas 24 horas.

Na sexta-feira Portugal tinha registado 2371 novos casos de COVID-19 e cinco óbitos.

De acordo com o relatório de situação agora publicado, houve quatro mortes na região de Lisboa e Vale do Tejo, duas na região Centro, duas na região Norte, uma na Madeira e outra no Algarve.

A região de Lisboa e Vale do Tejo concentrou o maior número de contágios das últimas 24 horas, 855, seguida do Norte (633 casos) e Centro (430 novos casos).

Segundo a DGS, houve também 1581 recuperados da doença.

Quanto à hospitalização, estão agora internadas 544 pessoas com COVID-19, mais 16 do que na sexta-feira, incluindo 88 em cuidados intensivos (mais nove).

No que respeita à matriz de risco, Portugal soma agora uma incidência de 191,2 casos por 100 mil habitantes, com um fator de transmissibilidade, R(t), de 1,17."

19 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [17h10] | 2371 novos casos de infeção. "As autoridades de saúde do país registaram, nas últimas 24 horas, mais 2371 casos de infeção pelo novo coronavírus e cinco vítimas mortais da COVID-19.

Segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde, há nesta sexta-feira mais 2371 casos de infeção no país, elevando o total desde o início da pandemia para 1 117 451.

Deram-se ainda mais cinco mortes por COVID-19 no último dia, aumentando para 18 300 o total acumulado em todo o território português.

Já as recuperações, nas últimas 24 horas, foram 1230, passando o total para 1 056 880.

Dos novos casos de infeção registados, 592 ocorreram na região Norte, 458 no Centro, 900 em Lisboa e Vale do Tejo, 91 no Alentejo, 225 no Algarve, 42 nos Açores e 63 na Madeira.

Dos óbitos registados, um deu-se no Norte do país, dois no Centro, um em Lisboa e Vale do Tejo e um na Madeira.

O número de internamentos continua a aumentar: estão agora 528 pacientes com COVID-19 hospitalizados, mais cinco do que na véspera. Em Unidades de Cuidados de Intensivos encontram-se 79 doentes (mais sete do que no dia anterior).

A taxa de incidência do vírus SARS-CoV-2 a nível nacional voltou a registar um aumento significativo, para 191,2 casos por 100 mil habitantes, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) se manteve estável, em 1,17."

18 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP1 [15h22] | Mais 2 398 novos casos e 12 mortes. "Portugal regista hoje, quinta-feira, 2 398 novos casos confirmados de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, com doze mortes associadas à COVID-19, e um aumento de internamentos em enfermaria, segundo dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje, estão agora internadas 523 pessoas, mais nove do que na quarta-feira, das quais 72 em unidades de cuidados intensivos, menos três do que nas últimas 24 horas.

As doze mortes registaram-se no Algarve (quatro), no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (três) e no Norte (duas)."

17 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP/LUSA [15h31] | 2527 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas o país registou mais 2527 novos casos de COVID-19 e nove vítimas mortais associadas à pandemia. O número de novas infeções é o mais elevado das últimas semanas.

No total, houve 1 112 682 casos de COVID-19 em Portugal e 18 283 óbitos desde o início da pandemia no país, em março de 2020.

Quanto ao número de internados, há a registar mais 28 casos de internamento, com menos cinco casos em unidades de cuidados intensivos. Nesta altura há 514 pessoas internadas com COVID-19 nos hospitais portugueses, das quais 75 em cuidados intensivos.

Destaque também para a subida significativa da incidência, ou seja, o número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes. O número é agora de 173,7 casos a nível nacional e 172,9 no continente.

Na segunda-feira, a anterior atualização destes dados dava conta de uma incidência de 156,5 casos por cada 100 mil habitantes a nível nacional e de 155,3 no continente.

Já o R(t), ou o índice de transmissibilidade, é agora de 1,17 a nível nacional (era de 1,16 na segunda-feira). No continente, o índice de transmissibilidade mantém-se inalterado (1,17).

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que apresenta maior número de novas infeções (849), seguida da região Centro (620) e da região Norte (616).

No Algarve registaram-se 215 novos casos nas últimas 24 horas e no Alentejo há registo de 140 novas infeções. Nas regiões autónomas, os Açores contabilizam 44 casos e a Madeira tem a registar mais 43 infeções.

Os óbitos registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo (3), região Centro (3), região Norte (2) e Algarve (1)."

16 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [15h14] | 1693 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza nesta terça-feira mais 9 mortes e 1693 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 274 mortes e 1 110 155 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 38 272 casos, menos 86 em relação a segunda-feira.

O boletim da DGS revela que estão internados 486 doentes, mais 16 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 80 doentes, mais 4.

Os dados indicam ainda que mais 1770 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 053 609 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 34 541 contactos, mais 1557 relativamente ao dia anterior."

15 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [17h28] | 470 novos casos de infeção. "Portugal registou, em 24 horas, mais 470 casos de COVID-19 e oito mortes, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O relatório desta segunda-feira (15 de novembro) mostra que há agora 470 pessoas internadas devido à infeção por SARS-CoV-2 (mais cinco do que ontem), das quais 76 em unidades de cuidados intensivos (mais uma pessoa que ontem).

O nível de incidência é agora de 156,5 a nível nacional e 155,3 no continente. O R(t) é de 1,16 a nível nacional e de 1,17 no continente. Valores superiores aos registados na última contagem destes dois indicadores.

Nas últimas 24 horas foi na zona centro do país que se registou o maior número de mortos (4), sendo que a zona com o maior número de novos casos é a região de Lisboa e Vale do Tejo com mais 382 casos nas últimas 24 horas.

Ao dia de hoje, Portugal tem 38 358 casos ativos da doença, indica ainda a DGS no dia em que os profissionais de saúde começaram a ser vacinados com a terceira dose da vacina contra a COVID-19."

14 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h32] | 1 483 novos casos e 15 mortes. Internamentos voltam a subir. "Desde 26 de agosto que não havia tantos doentes a morrer com COVID-19. Há mais 41 pessoas internadas, elevando o total para 465 doentes em hospitais.

Portugal regista 1 483 casos confirmados de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 e 15 mortes associadas à COVID-19. Os internamentos voltam a subir em enfermaria (+41) e cuidados intensivos (+6). No total, estão 465 pessoas internadas com o novo coronavírus.

Os dados divulgados pela DGS mostram também mais 1 006 casos ativos, para um total de 37 931, e que 462 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 1 051 300 recuperados.

Nas últimas 24 horas, o número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu (+387), situando-se nos 32 005.

A maioria das novas infeções ocorreu na Grande Lisboa (498), a seguir surge a região Norte (388), a zona Centro (329), Algarve (145), e Alentejo (46).

A nível mundial, a pandemia provocou pelo menos cinco milhões de mortes em todo o mundo.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países."

13 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [15h35] | 1816 novos casos de infeção. "Oito pessoas morreram e 1816 casos de COVID-19 foram confirmados nas últimas 24 horas. Os dados constam do mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) que aponta para o internamento de 13 pessoas.

Estão agora internadas 424 pessoas, 69 das quais em unidades de cuidados intensivos. Quatro pessoas passaram para os cuidados intensivos nas últimas 24 horas, refere o relatório da DGS.

As oito mortes registaram-se nas regiões Centro (3), Lisboa e Vale do Tejo (3) e Norte (2).

De acordo com o relatório diário da DGS, estão ativos 36 925 casos de COVID-19 em Portugal, o que representa uma subida de 701 casos em comparação com sexta-feira. Ainda nas últimas 24 horas, mais duas mil pessoas estão sob vigilância devido a contactos de risco.

Foram dadas como recuperadas 1107 pessoas, num total de 1 050 038 casos registados de COVID-19 em Portugal."

12 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação, COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h04] | 604 novos casos de infeção. "Foram registados, em 24 horas, 604 novos casos de COVID-19 em Portugal, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O relatório deste domingo (24 de outubro) indica também que morreram mais quatro pessoas devido à infeção por SARS-CoV-2.

Os dados mostram que há agora 269 internados (menos cinco face ao reportado no sábado), dos quais 52 (menos três) estão em unidades de cuidados intensivos. Volta assim a repetir-se a tendência de decréscimo de pessoas hospitalizadas pela doença.

Nestas 24 horas também se registaram mais 387 casos ativos, 243 pessoas recuperadas da doença e menos 274 contactos em vigilância.

Na distribuição geográfica dos novos casos de infeção, a região de Lisboa e Vale do Tejo continua à frente com 226 novos casos e um morto, seguida da do norte, com 160, embora com dois óbitos. A região do centro tem mais 131 casos de pessoas infetadas, a do Alentejo 13 e a do Algarve 47.

Na região autónoma dos Açores há mais 13 casos de COVID-19 e na da Madeira 14, sem que em qualquer delas tenha sido registado um óbito."

11 DE NOVEMBRO

Boletim

PORTUGAL: SIC Notícias [16h26] | Mais 9 mortes e 1 477 novos casos. "Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 9 mortes e 1 477 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 231 mortes e 1 102 438 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 35 250 casos, mais 722 em relação a quarta-feira.

O boletim da DGS revela que estão internados 383 doentes, mais 3. Nos cuidados intensivos estão 64 doentes, mais 2.

Os dados indicam ainda que mais 746 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 048 957 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 26 920 contactos, mais 969 relativamente ao dia anterior."

10 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID19

PORTUGAL: RTP [15h38] | 1654 novos casos de infeção. "Portugal registou mais 1654 casos de COVID-19 e cinco vítimas mortais, nas últimas 24 horas. O risco de transmissibilidade voltou a aumentar, estando nos 1,12 a nível nacional e no continente, e a incidência já ultrapassa o limiar definido como de risco. Também os internamentos continuam a aumentar: há mais 19 doentes em enfermaria e mais dois em Unidades de Cuidados Intensivos.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde há mais 785 casos ativos do que ontem, 864 recuperados e 687 contactos em vigilância.

A região do Centro do país reportou mais 460 casos, a região de Lisboa e Vale do Tejo tem 459 novos casos, o Norte 372, o Algarve mais 168 e o Alentejo mais 106. A Madeira registou mais 51 casos e os Açores mais 38.

Os internamentos voltaram a aumentar: estão 380 doentes em enfermarias (mais 19 do que ontem) e 62 em cuidados intensivos (mais dois).

Também o R(t) continua a subir, sendo de 1,12 tanto a nível nacional como no continente.

Já a incidência ultrapassou o limiar de risco (os 120 casos por 100 mil habitantes), sendo a nível nacional de 125,4 por 100 mil habitantes e de 124,8 no continente."

9 DE NOVEMBRO

Boletim

PORTUGAL: RTP [15h14] | Mais oito mortos e 1182 novos casos. "O mais recente boletim epidemiológico aponta para mais 8 vítimas mortais e há registo de 1182 novos casos de COVID-19. Os dados foram avançados ao início da tarde pela DGS.

Há 361 pessoas internadas, mais uma do que nas anteriores 24 horas. 60 estão em unidades de cuidados intensivos, menos duas do que no anterior boletim epidemiológico.

Recuperaram da doença 1283 pessoas. Há 33 743 casos ativos no País, menos 109 do que nas anteriores 24 horas.

O índice de transmissibilidade é de 1,08 e a taxa de incidência nacional é de 116,9 casos por cem mil habitantes. A nível do continente, a incidência é de 116,4 casos por cem mil habitantes.

Das oito mortes, cinco ocorreram na região do Norte, duas no Algarve e uma no Centro.

Segundo a DGS, sete das vítimas mortais tinham mais de 80 anos e uma entre os 60 e 69."

8 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h01] | R volta a subir para 1,08 em dia com mais 568 casos e seis mortos. "Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral da Saúde regista 568 novos casos e seis mortes por COVID-19. O relatório diário da Direção-Geral da Saúde aponta ainda para nova subida do valor de transmissibilidade, o R(t), que se fixa agora ns 1,08, quer a nível nacional, quer no continente.

A taxa de incidência de infeções com SARS-CoV-2 nos últimos 14 dias a nível nacional também subiu, situando-se agora nos 116,9 casos por 100 mil habitantes.

O documento aponta ainda para um aumento de pessoas internadas para 360, mais 19 do que ontem, dos quais 62 em cuidados intensivos (menos dois).

Das seis vítimas mortais, quatro tinham mais de 80 anos, uma tinha entre 70 e 79 anos e outra entre os 60 e 69 anos.

Já no que toca à distribuição dos novos casos por faixa etária, a faixa entre os 20 e os 29 anos é o que regista maior aumento, com 83 novos casos; seguida da faixa entre os 40 e os 49 anos, com 79 novos casos.

Os casos ativos, atualmente, rondam os 34 mil (33 852).

Desde o início da pandemia, Portugal registou 1 098 125 casos de COVID, dos quais 18 209 acabaram por morrer e 1 046 064 conseguiram recuperar."

7 DE NOVEMBRO

DGS, COVID-19, relatório de situação

PORTUGAL: Diário de Notícias [14h05] | 1023 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas, morreram em Portugal mais 5 pessoas e foram registados 1023 novos casos de COVID-19, de acordo com o boletim da Direção-geral da Saúde divulgado este domingo.

Há também a registar mais 341 pessoas internadas (mais 18 em relação a sábado), 64 das quais internadas em unidades de cuidados intensivos (mais duas que nas últimas 24 horas).

Lisboa e Vale do Tejo é a região do país com mais mortos (2), sendo que a região Centro, o Alentejo e os Açores não registaram qualquer óbito.

No que diz respeito a novos casos, Lisboa e Vale do Tejo é também onde se regista uma maior subida nas últimas 24 horas (mais 410 casos), seguida da região Centro (231) e da região Norte (224).

Desde o início da pandemia, Portugal já tem a lamentar 18 203 mortes devido à covid-19 e 1 097 557 casos confirmados."

6 DE NOVEMBRO

DGS, 6 de novembro, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h03] | 1197 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza neste sábado mais 5 mortes e 1197 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 198 mortes e 1 096 534 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 33 039 casos, mais 172 em relação a ontem.

Três das cinco mortes ocorreram na região de Lisboa, uma na região Norte e uma no Alentejo.

As vítimas mortais tinham entre os 70 e os 79 anos (4)e mais de 80 anos (1).

O boletim da DGS revela que estão internados 323 doentes, menos 22 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 62 doentes, menos 4.

Os dados indicam ainda que mais 1020 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 045 297 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 24 076 contactos, mais 795 relativamente ao dia anterior.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 465 novas infeções, contabilizando-se até agora nesta área geográfica 423 366 casos e 7751 mortos.

A região Norte registou 300 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 417.730 casos de infeção e 5600 óbitos desde o início da crise pandémica.

Na região Centro registaram-se mais 278 casos, perfazendo 148 340 infeções e 3190 mortos.

Estas três regiões têm 87,1% dos novos casos de infeção em Portugal nas últimas 24 horas.

No Alentejo foram assinalados 39 novos casos de infeção, totalizando 40 335 contágios e 1056 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve, o boletim de hoje da DGS contabiliza 70 novos casos, acumulando-se 44 388 contágios pelo SARS-CoV-2 e 481 óbitos.

A região Autónoma da Madeira contabilizou 25 novos casos, somando 12 922 infeções e 74 mortes devido à doença COVID-19 desde março de 2020.

Nas últimas 24 horas, e segundo a DGS, os Açores registaram 20 novos casos, o que eleva para 9453 contágios desde o início da pandemia e 46 mortes devido à doença."

5 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [16h00] 1289 novos casos de infeção. "Há mais nove mortos e 1289 casos de COVID-19 em Portugal. De acordo com o boletim epidemiológico desta sexta-feira, os internamentos diminuíram. Já o índice de transmissibilidade e a incidência aumentaram.

Nas últimas 24 horas, foram reportados mais 1289 infeções pelo Sars-CoV-2 e nove vítimas mortais devido à COVID-19. Há ainda a registar mais 387 casos ativos e 253 contactos em vigilância. Registam-se também mais 893 recuperados da doença desde ontem.

Lisboa e Vale do Tejo reportou o maior número de casos: mais 461 do que ontem. Segue-se a região Norte com 369 novos casos, o Centro com 301, o Algarve com 88 e o Alentejo com 23. Nos Açores também se contabilizam mais 12 casos e na Madeira mais 35.

Neste momento, estão internados 345 doentes covid, menos 12 do que ontem, e 66 em unidades de cuidados intensivos (menos sete).

Segundo a atualização desta sexta-feira, o R(t) subiu para 1,04 a nível nacional e mantém-se em 1,03 no continente. Já a incidência subiu para 106,1 a nível nacional e 105,6 casos de infeção por cada 100 mil habitantes no continente."

4 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [15h08] | 1382 novos casos de infeção. "Portugal registou quatro mortes e 1382 novos casos confirmados de COVID-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira.

Os quatro óbitos declarados no nosso país foram todos na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde houve um total de 544 novas infeções.

A região Norte contabilizou 338 novos casos, o Centro chegou aos 337, o Algarve contabilizou 76 e no Alentejo foram 32. Nas regiões autónomas houve 35 novas infeções na Madeira e 20 nos Açores.

Há agora 357 pessoas hospitalizadas com COVID-19 em Portugal (menos 27 do que na quarta-feira), dos quais 73 em unidades de cuidados intensivos (mais seis).

Portugal tem neste momento 32 480 casos ativos, tendo esta quinta-feira sido contabilizados 836 doentes recuperados da infeção. Por outro lado, há 23 028 contactos em vigilância."

3 DE NOVEMBRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [15h09] | 1074 novos casos de infeção. "Portugal registou nove mortos e 1074 novos casos por COVID-19, nas últimas 24 horas, de acordo com a mais recente atualização do boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Portugal não registava mais de mil casos desde 17 de setembro.

Os nove óbitos foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo (3), na região Centro (2), no Algarve (2) e no Alentejo (1).

Do total de novos casos de infeção, 336 registaram-se na zona centro, 320 na região Lisboa e Vale do Tejo, 336 na região Centro, 243 na região Norte, 77 no Algarve e 25 no Alentejo.

Segundo a informação disponibilizada, estão agora internadas 384 pessoas, mais 12 do que na terça-feira, das quais 67 em unidades de cuidados intensivos, mais oito nas últimas 24 horas.

Nas últimas 24 horas, recuperaram da doença 1163 pessoas, para um total de 1 042 548 recuperados de COVID-19.

A taxa de incidência de infeções com SARS-CoV-2 a nível nacional voltou a subir desde segunda-feira, situando-se hoje nos 104,3 casos por 100 mil habitantes, mas o índice de transmissibilidade (Rt) diminuiu para 1,03.

Segundo o boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge divulgado hoje, a nível nacional a taxa de incidência subiu de 101,5 para 104,3 casos de infeção por 100 mil habitantes. Em Portugal continental, este indicador registou também uma subida passando de 101,9 para 104,4 casos por 100 mil habitantes.

O Rt (que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus) desceu de 1,05 para 1,03 a nível nacional e em Portugal continental."

2 DE NOVEMBRO

DSG, 2 de novembro, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h15] | 450 novos casos de infeção. "Portugal contabiliza esta terça-feira mais 9 mortes e 450 novos casos de COVID-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 171 mortes e 1 091 592 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 32 036 casos, mais 96 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 372 doentes, mais 12 do que na segunda-feira. Nos cuidados intensivos estão 59 doentes, menos 1 em relação a ontem.

Os dados indicam ainda que mais 345 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 041 385 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 22 457 contactos, menos 67 relativamente a ontem."

1 DE NOVEMBRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h16] | Nova subida nos internamentos e cinco mortes acima dos 80 anos. "Portugal regista esta segunda-feira mais 491 casos de COVID-19 e cinco mortes, todas acima dos 80 anos.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), as cinco mortes registaram-se nas regiões de Lisboa (1), Centro (3) e Alentejo (1).

O maior aumento de casos é na faixa etária dos 20-29, com 77 novas infeções. Mais 436 pessoas recuperaram da COVID-19.

Os internamentos voltaram a aumentar. Há mais 25 pessoas internadas, devido à pandemia, uma delas em cuidados intensivos. No total, 360 pessoas estão internadas devido ao novo coronavírus e 60 dessas encontram-se nos cuidados intensivos.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com o maior aumento de casos (189), seguida pela região Norte (125).

No que toca à matriz de risco, o R(t) desceu para 1,05. Por outro lado, a incidência voltou a aumentar, situando-se agora nos 101,5 casos de infeção por 100 mil habitantes."

Ver números de outubro AQUI.

Ver números de setembro AQUI.

Ver números de agosto AQUI.

Ver números de julho AQUI.

Ver números de junho AQUI.

Ver mais informação COVID-19 AQUI.

Fotos: Arquivo
Última atualização: 30 de novembro de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar